Quem Somos

Uma Associação sem fins lucrativos

Image
Como surgiu a ideia de se criar a associação?

Surgiu de forma totalmente inesperada, num momento de muita tranquilidade, sentada no alpendre de uma casa que tinha aos seus pés o belo e mágico Lago (Zêzere).

Primeiro foi um insight muito forte a meio da noite, algures no final de 2011 ou inicio de 2012. "Change Makers" foram as palavras que emergiram. Em português "Fazedores da Mudança". 
Para quem estava próximo, na altura, era claro: "fazedores da mudança" como uma fase de transição entre paradigmas. Pessoas que sentiam dentro de si uma outra visão de sociedade e sentiam a urgência de criar as condições, dentro e fora de si, para modelos de vida mais simples, sustentáveis e mais ligados à natureza e às pessoas.

Um mês depois "tropeçámos" no documentário "Quem se importa?" realizado no âmbito do projecto Change Makers da Ashoka :)  ficámos de boca aberta perante a descoberta.

Nunca foi nossa intenção criar uma associação, mas em Outubro de 2013 um novo insight emerge nesse sentido e no dia 6 de Novembro desse ano pessoas de várias partes do país, algumas delas sem sequer se conhecerem, estavam a criar a Associação Fazedores da Mudança.

Desde então, no que acreditamos ser o fluir da Vida vamos caminhando e fazendo a nossa parte.

(Paula Alves)

Qual o fim da associação?

Estes são os Princípios que nos orientam no caminho

 
Image
Com a tomada de Consciência de nós e do que nos rodeia . . . .
Com a tomada de Consciência de nós e do que nos rodeia, vem inevitavelmente a Responsabilidade de fazer diferente, nesta transição de paradigmas em que temos o privilégio de viver, mesmo com toda a dor e sofrimento em presença.

Reconhecendo que enquanto humanidade estamos em evolução, acreditamos que esta sociedade em que vivemos, radica na ideia de separação. Separação de mim, na minha dimensão mais sagrada ou espiritual. Separação do outro e da natureza.E nesta ideia de separação destruimo-nos uns aos outros e ao planeta e criamos desigualdades e rupturas a todos os níveis. 

Mas dentro deste velho e obsoleto modelo de sociedade, um outro  está a emergir pela mão de todos aqueles que sentem a responsabilidade de fazer a mudança em si, despedindo-se de crenças e juízos de valor, desconstruindo um ego profundamente individualista e egoista e abrindo-se à empatia, à compaixão, à simplicidade, ao amor.

Sabemos que nem todos estamos no mesmo nível de consciência nem sentimos o mesmo nível de responsabilidade, mas move-nos o amor, de dentro para fora, dando o nosso melhor, em cada momento, numa atitude de abertura ao desconhecido e planetariamente responsável.


Para Onde Vamos? uma pequena história

 
A dois comandantes foi dada uma missão....
Um tinha que ir para o oceano tendo por objectivo desviar-se dos icebergues. Ao outro foi pedido que fosse igualmente para o oceano mas desta feita para chegar ao continente que ficava do outro lado do oceano.
Enquanto que o primeiro se movia sem destino deesviando-se simplesmente dos icebergues, o segundo comandante avança para o oceano com o foco no destino onde deveria de chegar, sendo que pelo meio teria de estar atento ao oceano para se desviar dos icebergues com que se ia cruzando.  Sempre que se tinha de desviar, tinha o cuidado de imediatamente ajustar a sua rota em direção ao ponto de chegada.

O que queremos exemplifiar com esta história é que se nos perdemos no curto prazo sem qualquer visão do lugar onde queremos chegar, qualquer caminho serve, mas se temos uma visão do mundo em que queremos viver, sabemos para onde nos dirigimos e ajustamos a "rota" sempre que algo nos deter ou tivermos de desviar.

Não existem mapas que nos mostrem claramente o caminho ... mas sabemos que todos juntos, num profundo respeito por cada um e pelo Planeta... passo a passo.... podemos dar o nosso contributo na edificação do novo mundo.

Associação Fazedores da Mudança

Faz parte e partilha os teus Dons!
logo.png
Copyright © Fazedores de Mudança 2019. Todos os direitos reservados.

Search